Escrito em 12/09/2014, 18:47

Servidores Agentes Universitários reuniram-se em Curitiba nos dias 09 e 10 de setembro de 2014 para discutirem Plano de Capacitação Unificado e elaborar proposta dos servidores para a reformulação do Perfil Profissiográfico do funcionalismo.

Após análise e discussão, foi concluído um Plano de Capacitação Unificado para os Agentes Universitários das IEES. Esta proposta foi defendida e protocolada na SETI ao final do evento.

Quanto à reformulação do Perfil Profissiográfico, deu-se início aos estudos neste Encontro e instituiu-se um GT - Grupo de Trabalho - que deverá concluir a proposta dos servidores até o mês de novembro. Devido ao curto tempo para a conclusão dos trabalhos e sua complexidade, os sindicatos viabilizarão, através da internet, fórum on-line para que todos os servidores possam manifestar-se, além de reuniões presenciais nas unidades setoriais por cargos e funções.

Os servidores, ao final do evento, acompanharam os Sindicatos até a SETI para protocolar as propostas finalizadas e para reivindicar a minuta do Governo do PCCS dos Agentes Universitários - qual foi prometida pelo Secretário João Carlos Gomes no dia 02 de julho - além do posicionamento sobre o pagamento da parcela de 7,14% de equiparação salarial dos professores no mês de outubro.

Além dos dirigentes sindicais, João Carlos Gomes também recebeu os demais servidores, diante dos quais, afirmou que o Governo cumprirá a Lei e pagará a parcela de 7,14% dos professores no mês de outubro. Cobrado sobre a minuta prometida, comprometeu-se a apresentar a proposta do Governo aos Sindicatos até o final de setembro. Sobre o conteúdo da minuta, entretanto, adiantou apenas que os DRH’s juntamente com a SETI e a SEAP fizeram algumas correções textuais na proposta dos servidores e uma possível diminuição do interstício para promoção.

Sabendo-se que uma revisão de carreira não se faz sem ganho efetivo, os sindicatos cobraram novamente que a minuta contenha também um cronograma de aplicação das propostas já protocoladas. Sobre o conteúdo significativo da minuta, ou seja, propostas efetivas de melhoria na carreira, nada ficou confirmado. Mas, o SINTEOESTE continuará reivindicando que o Governo apresente a minuta e que em seu conteúdo haja ganho efetivo para a categoria.