Escrito em 20/10/2014, 10:30

Os trabalhadores do serviço público vão estar unidos nessa terça feira, dia 21 de outubro.

            Existe muita identidade entre os pontos de pauta. E precisamos resistir. Sabemos que o governo estadual não poupou esforços para fragmentar e fragilizar os servidores e o serviço público, causando grande debilidade. Exemplo disso foi a aprovação da lei de Organizações Sociais, das Parcerias Público Privado e das Fundações de Direito Privado. Os nomes são diferentes, mas o objetivo é comum. O Estado, dirigido pelo governador Beto Richa, adotou uma política violenta de entrega ao setor privado o que é de sua responsabilidade.

            E como sabemos, o que fica na mão do Estado continua em franco sucateamento e o que vai para as empresas não recebe nenhum investimento. A conclusão é rápida e trágica: a população não consegue aprovar o serviço público porque ele não foi feito para funcionar de forma adequada.

            Nessa mesma esteira de desmonte e descaso com o patrimônio público, lá se vão os direitos do funcionalismo. Se o governo não quer serviço público de qualidade, não há porque valorizar o servidor. Em todos os setores vemos secretarias inteiras sem pessoal em número adequado e o sofrimento com a sobrecarga de trabalho. A expansão dos contratos precarizados é problema crônico e generalizado. Por isso, juntos, vamos defender concurso público e a imediata contratação de servidores. Mais responsabilidade social tem de ser a tônica do governo.

            Além disso, as negociações não avançam e os direitos dos servidores são achatados. Exemplo disso é que o governo é um devedor de somas gigantescas: seja pela falta de pagamento das progressões e promoções de milhares de servidores do Estado, seja pela falta de investimento e de definição de política que preserve a saúde dos servidores, temos a cada dia mais adoecimento de trabalhadores, e as causas são o ambiente e o processo de trabalho. Ou mesmo quando o Estado repassa aos hospitais que fazem parte do SAS valores milionários, mas para conseguir atendimento é mais um sofrimento, beirando a humilhação.

            Venha! - No dia 21 de outubro, terça-feira, a partir das 9 horas, em frente ao Palácio Iguaçu temos de estar unidos e fazer retumbar nos ouvidos da população que nós, servidores, queremos dignidade e satisfação. Dignidade no trabalho é igual a bom atendimento. Satisfação do servidor é igual à satisfação de quem usa o serviço público.

SAÍDA DO ÔNIBUS DA UNIOESTE: DIA 20/10 (SEGUNDA-FEIRA)

23h:00min DA FRENTE DO HU E 23h:30min DA FRENTE DA REITORIA

Deixe seu nome e número de RG com a Patrícia do SINTEOESTE - 3324-9744 / 9971-2299

SINTEOESTE NA LUTA PELA VALORIZAÇÃO DO SERVIÇO PÚBLICO!!